Sobre Livros

Aqui você encontra os meus livros, textos, autores preferidos e o que eu penso sobre cada um.

Os meus preferidos são as distopias, porque de uma maneira estrapoladora mostra a realidade da socieadade, o que ela pode se tornar. Distopias são visões fictícias (ou talvez nem tanto assim) do que o mundo será no futuro. Então, começo por algumas trilogias distópicas (apenas ressalto que algumas ainda não tiveram todos os livros lançados):

A 5° ONDA

untitled

A simples e fulgaz lembrança desse livro já faz meu estômago encolher. Uma vida normal de adolescente até que as luzes se apagam. É como se você estivesse no lugar de Cassie fugindo dos “Outros”, que no caso são os alienígenas que parecem humanos, mas não são. Eles dominaram o planeta Terra e estão evacuando o lugar, aniquilando os humanos que sobreviveram após as quatro primeiras ondas, que foram do corte de energia à morte por uma terrível doença. As pessoas descobriram tarde demais que não podiam confiar em ninguém, já que os alienígenas estavam em seu meio, disfarçados, eis a 4° Onda. Agora Cassie está sozinha, tentando com todas as forças sobreviver, enquanto procura seu irmão que fora levado com a promessa de que iria para um lugar seguro (a 5° Onda começando sem que ela saiba). Nada mais é motivo de medo para ela. Já está acostumada a ver corpos pela rua, a dar tiros em quem precisar e a viver sem ser vista, nas condições mais precárias possíveis. Nesse meio tempo encontra Evan Walker, um rapaz meigo que a ajuda depois que ela levou um tiro. Cassie sente que não pode confiar nele, mas ele é tão bondoso que não vê outra escolha. A história é arrastada no começo, só a partir do meio pega um ritmo mais agitado que vai ficando cada vez mais frenético. A história de Cassie é triste, perdeu toda a família por causa dos Outros e agora tem Evan, mas continua com medo dele. Medo e amor. A história que engrena entre eles é linda de se acompanhar, mesmo em meio ao terror, eles conseguem manter algo estável e belo. Mesmo depois de terríveis descobertas entre os dois, eles conseguem prosseguir. As histórias que se mostram entre uma parte e outra também, de outras pessoas da trama, te dominam por completo. O irmão perdido, o antigo paquera da escola. Tudo flui como um rio límpido. Li, recomendo e espero a continuação.

STARTERS/ENDERS

imagesCA4QXW6E

Esta distopia conta uma versão do futuro em que os jovens – conhecidos como starters – são totalmente descartados pela sociedade composta por enders – vulgos adultos, na sua maioria velhos – por conta de uma doença ( Guerra dos Esporos) que tomou o mundo matando todas as pessoas na idade adulta, por não terem tomado a vacina, deixando para os idosos e crianças. Na atualidade os velhos é que mandam, e a não ser que você tenha avós que possam cuidar da sua vida, todas as crianças e adolescentes são pobres, mal tratados pela sociedade. Há uma luz, porém para os que estão nessa situação. Callie precisa sustentar o irmão mais novo, Tayler, enquanto vivem nas ruas, sua única chance é o Banco de Corpos. A história prende o leitor até o fim, com um enredo super envolvente. O final de Starters te deixa com gosto de quero mais, a autora sabe como terminar histórias para prendê-lo na próxima. Enders é ainda mais arrebatador, continua a história sem que você perceba alguns detalhes muito importantes, que só se fazem descobertos lá para o final do livro. Ainda não se tem notícias do final da trilogia. O que me deixa muito triste. 😦

MAZE RUNNER

untitled

É uma distopia, na minha opinião, quase insuperável. O autor consegue mostrar a decadência humana, a que ponto a humanidade chegou, sendo preciso separar do resto do mundo alguns sobreviventes que são sua única esperança, mas antes eles tem que provar que servem para isso. São colocados em um labirinto,todos meninos, sem saberem de nada do seu passado, apenas o nome. Aprender a trabalhar em conjunto, formam sua própria vida, quando um desmiolado Thomas se junta a todos e de uma forma estranha sabe mais do que os demais. A situação fica ainda mais esquisita quando uma menina chega até eles no elevador (sim, eles chegam desacordados em um elevador que só abre para entregar um indivíduo por mês) com um bilhete dizendo “Ela é a última”. Várias coisas acontecem apartir de então, uma mais absurda e atraente que a outra. Você não consegue parar até chegar ao final, e já vai direto para a continuação que, sem dúvida, não deixa a desejar. “CRUEL é bom”, parece uma frase sem sentido, mas que te persegue por toda a história e que só vai ser descoberta no último livro (o qual ainda não li, muito chorante isso). Tem também um livro que conta como tudo começou, mas ainda não vi como ele é, parece bom. Vale totalmente a pena ler. O autor faz os personagens tomarem forma na sua mente, e os leva a todo tipo de limite físico e mental, tudo com um objetivo: salvar o que resta da humanidade.

DIVERGENTE

imagesCA09Y04T

Se você quer aprender sobre relacionamentos, essa definitivamente não é a trilogia indicada. Mais pra frente explico o porquê. A história é bem contagiante, uma sociedade (a futurística Chicago) com cinco facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição. Pessoas bondosas, pessoas felizes, pessoas audaciosas, pessoas sinceras, pessoas inteligentes. Tudo nessa ordem, e aos 16 anos você precisa fazer sua escolha. Em qual delas pretende ficar? Beatrice era da Abnegação, mas em seu teste de aptidão que deveria dar-lhe um único resultado para a escolha de sua vida, lhes mostrou três. Uma anormalidade que poucos possuem e que chama Divergente. Ser divergente é perigoso, então ela esconde isso da sua família e no dia que precisa mostrar a todos em qual facção vai passar o resto de sua vida, escolhe nada mais nada menos que a Audácia. É uma escolha que exige muita coragem, já que essa facção é meio pirada, amantes de aventura. Lá ela conhece “Quatro” (que tipo de pessoa se chama como um número? Só esse cara mesmo, até que tem um porque que mais a frente você entende), ele passa a ser seu instrutor na iniciação, mas eles acabam se apaixonando, aquela baboseira toda e ela descobre que ele também é divergente. Um ataque é planejado pela erudição, juntamente com alguns membros da audácia para matar todos os divergentes e tirar a Abnegação do poder (como eles pensam mais nos outros do que em si mesmos estão a frente do governo), nisso toda aquela sociedade perfeita onde todo mundo sabia qual era seu lugar se desestrutura toda e vira uma bagunça. Enfim, isso é só sobre o primeiro livro, ainda tem os demais que são bem interessantes, pois há várias descobertas. Até aí todos achavam que só eles existiam, pois a cidade era cercada por um muro gigante, mas eles estavam enganados. A descoberta é chocante e só serve para bagunçar ainda mais o que já estava destroçado. É tudo muito bacana, mas o que disse sobre os relacionamentos é sério. Beatrice (vulgo Tris) e seu namoradinho “Quatro” tem um relacionamento conturbado, cheio de desconfianças, intrigas e ele sendo malvado com ela quase o tempo todo. É um terror, uma hora eles estão bem, outra eles estão mal e você nunca sabe quando a bipolaridade vai atacar o senhor Quatro. Não fosse isso, basicamente toda a família de Tris morre (spoilers, perdão, mas são bem óbvios. Em distopias, quase todo mundo legal morre), ainda tem os seus amigos que também morrem, e sobram uma amiga que ela mesma matou seu namorado, por circunstâncias de defesa, assim ela diz, um cara que sempre a odiou mas eles tinham divídas um com o outro, já que um salvou o outro da morte em momentos nada a vê e um cara que até era legal, e também morre. Aí você pensa “Nossa, não tem como piorar”, mas tem. O único irmão de Tris ainda vive, poxa que legal, mas ele escolheu a Erudição e entrega a irmã para ser morta e como isso não dá certo depois eles têm que conviver juntos aos trancos e barrancos. E o final de toda trilogia, olha nem vou falar nada, porque vai que vocês ainda querem ler, mesmo depois de tudo isso. Bom, eu li, mas não recomendo tanto. É legal a história sim, mas definitivamente as relações, não valem o esforço.

FEIOS

imagesCAC10PK4

Eis aí uma distopia bem leve e gostosa de se ler. Tem suas tramas, muito bem elaboradas por sinal, e não deixa a desejar em praticamente nada! Tally Youngblood (eu AMO o nome dela é tão épico) é feia. Nessa sociedade todos que ainda não completaram 16 anos são feios (confesso que fiquei com medo de completar 16 anos, já que tudo nas distopias acontece nessa idade, mas como vivemos ainda em uma “sociedade normal”, sobrevivi até hoje), após essa data você faz uma cirurgia e se torna perfeito. Sim, isso mesmo! Lindo, belo, estiloso, enfim… Perfeito. Tally não vê a hora de passar por essa transformação, até conhecer Shay, que não está contente com isso e pretende se juntar à Fumaça, um grupo de feios fora da lei que vivem fora dos limites da cidade e se sustentam por meio da natureza. É uma história M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. Sou completamente a favor de que seja lida com bastante atenção, pois podemos tirar lições surpreendentes. O último livro “Extras” conta uma história diferente, mas no mesmo tema distópico, onde Tally também aparece, mas não é a personagem principal, gostei, mas não gostei, porque queria algo que concluísse a história dela. Ainda assim, é também incrível. Nossa, só de lembrar da história já deu vontade de ler de novo!

JOGOS VORAZES

imagesCAK230Z0

Deixei esta trilogia por último de propósito porque se tornou muito famosa e com razão. Katniss Everden (tá aí outro nome que eu acho muito perfeito) mora no Distrito 12 da Nação de Panem, o mais pobre de todos. A Capital não está nem aí pra eles, sempre foram os pobres moradores do último distrito, nunca que iriam dar problema. Iludidos. Katniss perdeu o pai muito cedo e sua mãe parou no tempo, então ela mesmo teve que tomar as rédeas da família e sustentá-los, principalmente por conta de sua irmã mais nova Primrose. Em Panem acontece uma vez ao ano os Jogos Vorazes, que são um sucesso na Capital, mas não nos distritos, já que dois jovens, um menino e uma menina, entre 12 e 18 anos se enfrentam numa arena até a morte, restando apenas um. Com toda a sorte do mundo, Prim é chamada na Colheita, contra todas as expectativas, e Katniss se voluntaria para ir em seu lugar. O seu parceiro nessa caminhada para a morte é Peeta Melark, um jovem de sua idade que a ajudou a sobreviver quando ninguém mais o fez. Não fosse o fato de existi um tal de Gale na história (amigo de infância dela), a história dos dois seria menos chata. Enfim, como a maioria sabe eles lutam e sobrevivem. Katniss ilude Peeta com uma história de amor inventada e fica eternamente dividida entre ele e Gale, mas isso não é o principal da trilogia. A questão aqui é a Revolução, Katniss faz parte de algo tão grande que ela nem imagina, e agora Peeta é o único com o qual pode contar. Várias conspirações acontecem, descobertas chocantes, mortes terríveis, mas tudo ao seu enlaço. Acho a saga incrível e inspiradora. Vale muito a pena ler.

A página já está mais do que gigante ein?! Bom, vou então só colocar os meus demais títulos preferidos aqui:

Nada_a_Perder_Momentos_de_Convicção_que_Mudaram_a_Minha_Vida

Nada a Perder 1 e 2 – Recomendo muito, pois quem não conhece a história de uma pessoa apenas julga, e aqui muito é esclarecido. Resenha aqui.

 

deveriaestarmorto-300x300

 

Eu deveria estar morto – Que narrativa eletrizante esse livro tem! O melhor de tudo é que, além de ser uma boa história, é tudo verídico. Conta a vida de um rapaz que se envolveu com tráfico de drogas nos Estados Unidos e deu um rumo pra sua vida, depois de escapar da morte várias e várias vezes. Resenha aqui.

 

capalivro_obispo_gr

O Bispo – Livro envolvente que explica o que poucos conseguem entender: como um homem que, aparentemente, não era nada se tornou o símbolo de fé  e inspiração que é hoje.

AMOR_DE_REDENCAO_1290369734P

Amor de Redenção – Que história bonita de se acompanhar. Uma vida destroçada que é alcançada pelo Amor Maior, por meio de um homem dócil e usado por Deus. Recomendo ler e reler! Resenha dele aqui.

112884736SZ

Mulher V – Se você quer aprender como ser uma mulher atraente sem ser vulgar, esse livro é pra você! Resenha aqui.

1217050-250x250

Melhor do que comprar sapato – Preciso dizer o quê? O título já diz tudo! Resenha aqui.

A lista é quase infinita, não tem como colocar todos aqui, não caberia! Mas sempre que possível vou alertar sobre um livro que li. Fiquem atentos!

 

 

Advertisements

2 thoughts on “Sobre Livros

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s