Uncategorized

O atraso mora ao lado

Já contei aqui para vocês sobre a minha gravíssima dificuldade em acordar cedo, isso que eu basicamente moro no centro de tudo então é fácil chegar em qualquer lugar sem muito stress, o que significa que eu não preciso acordar antes do próprio sol como algumas pessoas são obrigadas a fazer. Mesmo assim, acordar cedo ainda é um tormento.

Eu gosto de estar acordada cedo, ver o dia amanhecer, observar o dia passar e lembrar “Poxa, eu acordei cedo hoje,  que bacana”, porém o momento em que se acorda não é agradável, principalmente durante o horário de verão. Meu humor só melhora depois que eu tomo café (e eu não costumava tomar café logo depois de levantar, então imaginem o problemão).

Enfim, eu comecei a estudar a noite e acordar não é mais um aborrecimento. Porém, o atraso continua sendo.

Passei a estudar na mesma rua de onde eu moro, o que é uma dádiva por si só. Não precisar pegar metrô lotado, enfrentar fila na catraca e se desesperar com o trânsito é a benção que todo o paulista deseja. De fato é maravilhoso, mas também uma dificuldade.

Como sei que estudo perto, e agora também graças ao bendito horário de verão, é muito fácil perder a hora. Enrolar porque “ah é aqui pertinho”, é a fórmula perfeito para o mais absurdo atraso, pois quando se vê PUF ser tão perto já nem adianta nada. Teve dias em que precisei pegar ônibus para chegar no horário, isso mesmo, ônibus. Morando AO LADO da faculdade.

Não se deixe enganar com proximidade, a facilidade distrai. Não seja escravo do tempo, seja o senhor dele.

Comumente isso acontece também com situações na nossa vida. Às vezes esperamos muito por algo, lutamos muito, nos esforçamos, demos nosso melhor e agora está perto, muito perto, de se ter aquilo que você queria. Aí você pensa “Poxa, mas está tão perto né? Então posso folgar um porquinho…”

E com esse pensamento, você desacelera. Começa a fazer menos por aquilo que almejava tanto, estão tão perto! Pra que se apressar agora não é? Pra que se preocupar tanto? E é assim que muitos perdem grandes vitórias. Pensam estar próximos do que querem e relaxam, achando que já está tudo conquistado, mas não! É nessa hora que precisamos apertar mais o passo. Lutar o dobro, se esforçar o triplo, correr o quádruplo.

Não dê moleza para o relógio, pois o atraso mora ao lado e quer tomar um chá com você.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s