Reflexão

21 Detalhes- #18 Como é duro ser bebê

Eu tomo conta de algumas crianças de idades variadas alguns dias da semana, no que muitos devem conhecer como “escola dominical”, mas que chamamos por aqui de “Escola Bíblica Infantil”. É muito divertido e cansativo, em níveis totalmente iguais.

Sempre gostei de crianças, principalmente bebês (embora não tenha nenhum intuito de ter um só meu) e sou muito boa em lidar com elas apesar de toda energia acumulada e dificuldade de concentração das mesmas. Não é fácil ganhar a atenção total e completa de uma criança.

Certo domingo, fiquei com os bebês que brotaram aos montes e precisavam dos cuidados e atenções devidas. Me peguei apaixonada por uma criaturinha de olhos esbugalhados e bochechas macias que decidi carregar comigo para lá e para cá enquanto observava os demais pequeninos.

Até aí, tudo bem. Os bebês sempre me amaram.

Pois qual não foi minha surpresa em me deparar com esse pingo de gente chorando descaradamente meia hora depois, e eu sem saber mais o que fazer dei a mamadeira que foi violentamente recusada, então me apressei a tentar colocá-la para dormir. Afinal, como uma Expert em bebês, tinha certeza que só podia ser esse o problema: sono.

Infelizmente, me dei conta de que não era tão Expert quanto pensava, pois já havia vinte minutos desde quando iniciara a tentativa frustrada de colocar a pequena para dormir e os seus berros ainda ecoavam pelos corredores.

Foi então que uma das outras mulheres que estavam ali veio e tomou-a dos meus braços dizendo:

– É sono, pode deixar que eu cuido dela.

Cinco minutos depois a bebê estava em seu ronco mais profundo. Verificando meu espanto a moça disse:

– Não adianta, eles precisam da posição certa para dormir e como eu já estou acostumada…

Fiquei pensando no ocorrido. Algumas coisas são questão de prática e experiência. Não adianta você tentar aleatoriamente fazer isso ou aquilo se não souber que posição tomar. E como fazer isso? Para se ter experiência não são necessários anos e anos de prática? Não exatamente.

A experiência vem por meio da observação e da prática, mas isso não significa que irá demorar uma eternidade. Logicamente, você não deve ser tão afobado. É preciso calma para aprender e, mais importante ainda, entender certas coisas.

Talvez você se encontre numa situação como essa. Tentando, tentando e tentando sem obter sucesso no que está fazendo e isso porque não parou para pensar, observar e praticar. Saiu como um trem desgovernado, na pressa, com o intuito de terminar rapidamente o que começou, pensando que isso demonstraria agilidade e habilidade da sua parte, mas não. É o oposto.

Como eu e a bebê que achei ser uma boneca muito fácil de cuidar, você pode pensar que o que está realizando, o que deseja, é fácil, mas não é. Isso não significa que seja impossível, só é difícil. Só é preciso a prática devida.

Comece lentamente, tenha calma e paciência para observar e aprender, depois vá praticar e, na hora certa, você será o que sempre quis ser, terá o que sempre quis ter.

Sem precisar ouvir os mais sinceros berros de um neném com sono.

rsrsrs

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s